terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Toy Story 3

Por Mare Soares

Hoje inicio a realização de um desejo meu: Resenhar os 10 filmes indicados a categoria MELHOR FILME no oscar 2011 ANTES do Oscar \o/ que acontecerá no dia 27/02. Vamos lá!

Antes de iniciar a leitura da resenha, respire fundo. Respirou? Agora preste bem atenção no que estou prestes a dizer: retire de sua cabeça que desenho é coisa de criança, que Disney e pixar são infantis. Pois temos em nossas mãos uma verdadeira obra-prima!

Eu gostaria sinceramente de poder começar dizendo que me lembro dos dois anteriores, mas não recordo. O primeiro Toy Story foi lançado em 1995 e eu só tinha quatro anos. Obviamente não assisti aí, devo ter visto com uns sete. O segundo veio em 1999, eu tinha oito anos e devo ter visto por aí também. Onze anos depois chega aos cinemas o terceiro e por algum motivo que eu desconheço, resolvi assistir. Para os desinformados, sou uma criatura preconceituosa que se recusa a assistir animação em computação gráfica ou 3D. Desenho bom é desenho em 2D!
Nunca tive Toy Story na minha lista de preferidos. Deixei esse lugar reservado para Peter Pan, Mulan e o Corcunda de Notre Dame. Nunca valorizei Toy Story e nunca imaginei que pudesse sair do cinema pedindo pelo amor de Deus para minhas lágrimas secarem.
Eu assisti com um amigo e ele me disse: “Mare, limpa essa cara que eu não vou sair com você assim”. Esse era meu estado.
Sou da teoria que gosto daquilo que dói na alma e esse filme doeu. Doeu lá no fundo!
Eis aqui um desenho adulto. Crianças de hoje, não assistam Toy Story 3. Se você tem 10, 13 ou 16 anos, não perca seu tempo. Não foi feito para você. Toy Story 3 foi pensado para as ex-crianças, para pessoas de 17 a 20 anos hoje. Aquelas que estão começando uma nova jornada em sua vida, entrando na faculdade, dando adeus a escola e justamente por isso não têm como não nos identificarmos.
Andy cresceu, amigos. Lembram dele? Aquele menininho que brincava com Woody e os demais brinquedos? Ele vai para a faculdade e por um acidente, os brinquedos acabam indo para uma creche onde aqueles pequenos seres vivos (para não dizer humanos, pois crianças são todas más por essência ¬¬) que não sabem cuidar deles. E para piorar o drama, eles ainda terão que enfrentar os brinquedos residentes de tal lugar. Sendo que tudo o que eles queriam era voltar para o caloroso abraço de Andy.
O filme é irônico, crítico e engraçado. Me diverti muito com as peripécias metrossexuais do Ken e com a Barbie boladona. As piadas, o contexto e a história são extremamente atuais, temos até a presença do Google Maps!
Eu já vi muitos filmes. Bons, ruins. Bonitos, feios. Felizes e tristes. Entretanto, na conjuntura atual de minha vida, nenhum me causou tamanha identificação. Eu só queria sair do cinema e abraçar meus brinquedos. Quando me dei conta de que não tenho mais brinquedos. =(
Toy Story 3 está indicado a Oscar de melhor filme em 2011. No meio das porcarias (tipo the social network*), deveria levar. Mas não vai. Torçamos, então, para que aquele que levar seja digno de tamanha premiação. Cá entre nós, o Oscar anda mal.
E se vocês querem um valor numérico para este filme eu dou 11 de 10. É com estas surpresas agradáveis que nos damos conta de que existem coisas que valem a pena. Toy Story 3 está incluída nelas.



* Não é que eu não tenha gostado de The social network, mas é um filme arrastado, meio confuso e que vale a entrada no cinema. Só não vale indicação a Oscar.

4 comentários:

Naiare Crastt disse...

Estou aqui eu, HIPER MEGA SUPRESA poor voce ter gostado bastante de um filme assim.. doaksdpoaksda, brinks.

Eu nunca assisti o 1, foi lançado no ano de meu nascimento. No 2 eu estava com 4 anos e o tres agora... nao sei se vou assistir mesmo D=

dana disse...

Eu não chego a ter tudo isso contra filmes assim, aceito qualquer coisa, não importa o que. Desenho bom é... desenho bom. HUAHA
Não cheguei a ver Toy Story 3. Eu sempre acabo gostando dos desenhos, mas nunca tenho aquela animação pra ver, tipo esse Enrolados. Mas gostei da resenha, deu uma vontadezinha.
E, só pra constar, concordo sobre the social network e o oscar. u.u

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Hey, Mare!

Eu assisti aos dois primeiros, mas a esse ainda não. Só que já fiquei com um aperto no coração de saber que os brinquedos vão se separar do Andy. Eu não consigo me separar de alguns brinquedos meus. De nenhum, se vc quer saber... huahauhauhua.

Beijos!

Caio Francisco disse...

Mare, só tenho a dizer que concordo com você! (chorei sim!Confesso...) é um filme que me marcou muito, desde que me conheço por gente, cresci junto com Andy, mas confesso que não sei se teria a "coragem" que ele teve no final do filme, muitos desenhos e/ou animações tem muito mais a nos dizer e ensinar que um drama ou documentário!

Adorei sua resenha, passou tudo o que eu penso sobre o filme! =')

 

Livros Me Mordam Copyright © 2010 Edições por Rachel Lima | Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Emocutez