quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Dawson's Creek: revivendo

Por Mare Soares



Olá, caros tripulantes da web 2.0. Hoje estou aqui, nostálgica, vindo para relembrar dos bons tempos. Você, mulher madura, provavelmente pensará: BARRADOS NO BAILE, A PRIMEIRA SÉRIE TEEN, OH MY GOOOD! Engano seu. Eu não vim falar de Barrados no baile, porque eu odiei barrados no baile. Vim aqui falar de uma grandiosa série de sucesso: Dawson's Creek.

Você, jovem menina, ocupada vendo Gossip Girl e essas outras merdas (que eu vergonhosamente assisto), não imagina o quanto lamento por ti. É isso aí. Hoje em dia, vemos séries de elite, irreais, sem conteúdo e com diálogos pobres. Um ser humano de 14 ou 15 anos hoje já não será mais capaz de se encantar com os dramas vividos em Dawson's Creek. Por quê? - Eu pergunto. E a resposta é simples: Vivemos numa época retardada onde todo mundo sai dando por aí e os seriados mostram isso. Sem aquele drama da primeira relação sexual, sem o dilema amoroso sem escrotidão envolvida. Ser homossexual virou moda, não existe mais um quadro social para discutir isso direito. Essa geração perdeu os sonhos, pois tornaram-se inalcançáveis. Ter doenças mentais ou usar drogas, tudo caiu no comodismo.
Mas eu não vim aqui falar da minha infelicidade graças ao hoje. Vim lembrar de Dawson's!

Dawson, o menino chato. Eu acho ele chato, vocês não? Ele queria ser cineasta e eternamente apaixonado por sua melhor amiga Joey Potter (que, na verdade, é a protagonista da série). Joey é uma cdf chata, mas carismática (ao contrário de Dawson). Ela estuda, trabalha, tem uma vida difícil: sua mãe morreu de câncer e seu pai está preso por tráfico de drogas. Pela segunda temporada, ela tem sua paixão correspondida por Dawson, mas ela é insegura. Ela tem medo. E eles terminam. Num belo dia, Pacey Witter entra em seu coração. Pacey é o melhor amigo de Dawson, que odeia Joey e ela o odeia igualmente. Pacey não é chato. Ele é meu favorito porque tem integridade. Ele é o típico adolescente problema, que não estuda e só faz merda. Além disso, é aquele que mais aprende ao decorrer da série. Ele muda, amadurece. Ele se torna um grande homem, digno de admiração. Pacey Witter é o melhor. Há, também, a garota nova na cidade: Jen Lindley, que saiu de Nova York expulsa pelos pais para viver com sua vó em Capiside. Ela, que perdeu a virgindade aos 12 anos, que usou drogas, passou boa parte da vida embriagada... Ela que ganhou minha antipatia rapidamente por atrapalhar o casal Joey e Dawson, quando eu ainda torcia por eles (leia-se: antes dela se envolver com Pacey). A vida de Jen é um verdadeiro drama. Até sua morte, no último episódio da última temporada, foi dramática. A partir da quarta temporada ela ganhou minha simpatia, minhas lágrimas e meu amor. Ela nunca foi ruim, apenas precisava de ajuda. Andie e Jack McPhee, entram na segunda temporada. Andie que sofre de problemas mentais devido a sua vida. Seu irmão mais velho morreu e isso acabou com a ordem de sua família. Para piorar a situação, deixa o seriado depois de quase ter morrido devido ao uso de exctasy. Jack, irmão de Andie, é o gay da história. Ele chega a namorar Joey, mas descobriu que gostava mesmo era de homens. Jack e Jen tornam-se melhores amigos e, mesmo com o surto dele na faculdade, ele é foda. Com a morte de Jen, é Jack que fica com a guarda de sua filha, Amy. Junto com o delegado Doug Witter, o irmão de Pacey. 
E o que torna Dawson's Creek tão melhor que o resto das séries? Simples, caro leitor, eles sabiam viver. A vida não era uma grande putaria, uma grande orgia. Eles tinham sonhos e uns realizaram, outros não. Eles aos 15 anos eram mais maduros do que nós com quase 20. Os diálogos eram inteligentes, a retratação dos problemas eram desenvolvidas com louvor. Sem falar dos atores de primeira viagem. Todos alcançaram seus finais felizes, à sua maneira. Dawson nunca ficou com Joey, mas conheceu Spielberg, seu grande ídolo.
Se você nunca viu Dawson's Creek, deveria ver. Deveria desligar-se do mundo atual e viajar para 1998, onde eles não tinham celulares, carros da moda e computadores (diferente de Barrados no baile). Onde eles eram comuns e vivos. 

4 comentários:

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Mare, concordo com cada linha e juro que fiquei com os olhos cheios d'água agora. Lágrimas pra sair, socorro! rsrs.
Dawson's Creek é uma das melhores séries que eu já assisti. Pacey tb era o meu favorito. E depois o Jack, em que grande pessoa ele se transforma, mesmo sendo gay, oq era um pecado na época. E sabe quem me cativou demais também? A Gramms! Aaaaaiiii como eu sinto falta da vovóóóó! A gente acompanha a mudança de personalidade dela... e de descobre a força que há naquela vovozinha... rs. Eu também acabei gostando da Jen mais tarde... e chorei muito no fim do seriado.
Putz... só pq vc falou, acho q vou começar a assistir de novo... kkkkkkkk.
Adorei esse post, Mare!

Beijos!

Carol disse...

Adorei tudo o que você disse,inclusive concordo com tudo ^^
...e indico fortemente que para quem ainda não viu que vejam,e para os que já viram que vejam de novo,pois além de valer muito a pena é impressionante como as nossas opiniões mudam com o tempo,quando vi a alguns muitos anos atrás rs... torcia muito para que o Dawson ficasse com a Joey,mas como você falou quando vi novamente achei ele muito chato e dramático(foi ele quem estragou tudo ,não tinha pulso suficiente para conquistar a Joey),o que diferentemente não ocorre com Pacey realmente encantador perspicaz, divertido,nunca ficava enrolando ninguém falava na cara mesmo ,verdadeiro realmente é o meu personagem favorito,também me divertia muito com a Audrey rs...,já Andie achei ela muito sem sal não me convenceu,Jack o que dizer dele depois do último episódio impossivel não gostar dele assim como a Jen muito divertida, com os seus altos e baixos realmente nos envolvia,e claro como esquecer Joey apesar de ter sido chatinha as vezes,não adiantou ,o jeitinho dela realmente me encantava e junto com Pacey realmente formaram o casal perfeito tudo muito lindo ^^só fiquei com uma peninha do Eddie, também torcia muito por ele ,mas comparado com Pacey,era fato que Pacey era a melhor opção !!!
Resumindo Dawson's Creek marcou uma época,as músicas lindas e na verdade tudo foi como tinha que ser: Perfeito, a história contada de uma forma tão gostosa de assistir,não tenho o que reclamar só tenho saudades,mas como tudo na vida têm um ciclo,Dawson's creek nunca deixou a desejar pelo contrário!
Beijos ^^

Anônimo disse...

Dawson´s Creek é uma das poucas series que soube trabalhar um triângulo amoroso.É uma série que me marcou.Vai deixar saudades !

Anônimo disse...

well, i also agree with what you told about this serie that has marked very much the my life, in times ago. i'm watching this serie agen i will make download for me. bye bye and hag for you.

 

Livros Me Mordam Copyright © 2010 Edições por Rachel Lima | Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Emocutez