quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

O Retorno de Ray

Galera, hoje a minha postagem é combo. Sim. Combão de colunas by Ray - A Sumida.
Então vamos lá. A primeira parte da minha postagem é: Indico.


Queridos leitores, eu estou de férias. E como sou uma pessoa preguiçosa, descansada e noturna que está nessa fase, gosto de ver TV até a madrugada. Numa dessas madrugadas, há dois anos, me deparei com o canal do SBT (minha tv é aberta. Sou pobre.) exibindo um seriado com um protagonista veeeery maravilhoso.
Assisti às cenas com a dublagem mais fail do universo e descobri o nome do seriado:



Moonlight é uma série de televisão norte-americana que foi exibida nos Estados Unidos pela rede CBS e no Brasil pela Warner. Infelizmente, sobreviveu por uma temporada apenas. Mas porque eu indico uma série que começou e acabou em 2008 mesmo? Bem, porque essa série tem elementos bem diferentes.

Vamos a segunda parte do post: Serieaholic.


Vocês devem estar se perguntando: ''WHAT THE FUCK? Por Que ela dividiu o post em dois?'' Eu respondo: Porque Moonlight vicia você e merece uma senhora indicação. Em 2008, quem eram os vampiros? A família Cullen? Ai ai. E aí que você se engana. Essa imagem viadinha de vampiros ''vegetarianos'', ''oldschool'' e brilhantes é tudo balela da Meyer. Ela mesma já disse, numa entrevista, que sua história de vampiros é toda errada. Em 2008 já existiam Lestat, Mick St. John e Bill Compton, meus amores. Parem de achar que tudo que aparece é por causa de Crepúsculo. u_u'

Agora eu penso cá com meus botões: Onde estão os fãs de Anne Rice ou de Charlaine Harris? Os estão os fascinados por Lestat? OMG! Acordem para a vida. Vamos apoiar os verdadeiros vampiros. Não essa coisa homossexual que se intitula um hematófago.

A historia de Moonlight gira em torno de Mick St. John (Alex O'Loughlin) e Beth Turner (Sophia Myles). Ele: um vampiro que se esconde sobre a capa de Detetive Particular, para ''se redimir de sua vida de crimes nos primeiros anos na nova vida''. Ela: jornalista de um tipo de tablóide online, o Buzzwire.



Logo no primeiro episódio o maravilhoso Detetive já se revela para o telespectador como uma criatura das trevas. Esses vampiros são baseados nas ideias ocultistas de vampirismo, onde tais serem absorvem a energia vital das pessoas, mais presente no sangue. Já os mitos tradicionais são trabalhados de outra forma. Estacas paralizam, alho e água benta não ferem. Sol forte os desidrata, mas eles não flambam como frango na frigideira. haha.
No mesmo episódio, Beth e Mick se conhecem. Sem entender exatamente o porquê, a moça se alia a St. John para descobrir que está matando as jovens de uma faculdade. O vampirão sedutor tem seus dons especiais para resolver seus casos como: super audição, super olfato e aquele feeling vampírico sensacional.

Mas Moonlight não é só fantasia, meu povo. A série foi precursora de muitas coisas que vemos em séries de TV. Exemplo? Basear-se em casos reais para filmagem de episódios chocantes. Já ouviram falar no caso Tate-LaBianca? Não? Então leiam isso aqui: Charles Manson. Esse caso foi base para o oitavo episódio da série, 12:04AM. Meu favorito!

Além disso, também foi o primeiro seriado a mostrar o sangue de vampiros como uma droga altamente alucinógena. (Onde você viu isso? True Blood.) No sexto episódio, vampiros jovens tem seu sangue extraído dos corpos e misturado com prata, tal mistura dá origem ao Cristal Negro, um droga que dá aos humanosos sentidos e sensações vampirescas.

De acordo com o The Hollywood Reporter, Moonlight se avizinha como uma das mais interessantes séries sobrenaturais dos últimos anos.
Queridos, não percam Moonlight. É uma indicação sincera para suas férias. Se apaixone por Mick St.John, odeie Coraline e se surpreenda com Josef.

Beijocas

4 comentários:

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Hey, Ray!

Eu assisti Moonlight, toda a temporada, e amei! Até tenho aqui, pq baixei tudo e gravei em dvd. Mick St. John realmente é O vampiro! *_*
Adorei o post!

Beijos!

It Cultura disse...

Eu comecei a assistir Moonlight e logo em seguida soube que ela havia sido cancelada... Uma pena! =/ Então, parei de ler. Detesto me apegar a séries canceladas ou na iminência de serem canceladas.

Você tocou no assunto Twilight... Eu adoro muita coisa relacionada a vampiro - Entrevista com Vampiro, Buffy, True Blood, por aí vai... - e não vejo os vampiros da Meyers com essa sua visão, são criaturas diferentes, apenas. Cada autor cria seu personagem da forma que deseja, seja ele vampiro, anjo, bruxo. Existe anjo mau, por que não pode existir vampiro bonzinho? hehe

=*
May.

Mare Soares disse...

eu que te falei sobre a entrevista lalalala uahauahuahae

respondendo a may:
n tenho nda contra vampiro bonzinho, acho que o grande fail da autora é criar um vampiro sem NENHUM conflito interno, sem nenhuma profundida. :p

Bruna Toledo disse...

Ahhhhh Alex *--*. Eu choquei quando descobri a história do Josef com a menina semi-morta. Já vi Moonlight 3 vezes o.o

 

Livros Me Mordam Copyright © 2010 Edições por Rachel Lima | Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Emocutez