quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Hathor - Markus Thayer

Resenha atrasada rulez! \o/
hahaha.
Hoje trago para vocês a resenha de um autor parceiro super fofo:
Markus Thayer.
Espero que gostem!



O que será Hathor? Um planeta? Uma galáxia? Uma outra dimensão? Será Hathor o futuro de todos nós?


Inglaterra, 1856
John McBrian é aluno em uma renomada faculdade de Cambridge. Entretanto, sua vida pacata de estudante está prestes a mudar. O que a princípio parecia ser apenas um trabalho de escola coloca o jovem inglês em extremo perigo.
Um mistério intrigante, fenômenos inexplicáveis e mensagens criptografadas levam John a cruzar o oceano, onde seu destino o aguarda.
Um engenheiro com uma vida normal  encontra um antigo mapa na biblioteca do King's Colege.
Une-se a seu professor e seu melhor amigo para cruzar o oceano com o objetivo de chegar onde o mapa aponta: a Serra do Roncador, no Brasil.
Perseguidos por pessoas misteriosas e atormentados pela incerteza, eles serão movido pela coragem e pelo desejo de possuir o maior de todos os tesouros.
Mas existe algo que ninguém sabe: Apenas John tem a chave!





Para começar devo dizer que Hathor não é o que você espera, sinceramente. Quando eu li a sinopse fiquei intrigada. Até porque essa é a função de qualquer sinopse: chamar sua atenção. Mas algo que não bateu, a primeira vista, foi essa parte de baixo da capa. Eu não via sentido nenhum nela. Parecia mato. HAHAHAHA. Mas ainda assim eu queria ler o livro.
Thayer aceitou a parceria de prontidão e me mandou o livro com marcadores para vocês. \o/
Li o livro durante uma viagem e, devo confessar, que enrolei. Não por não gosta da história, mas por simples preguiça mesmo. Tanto que, quando eu pegava o livro para ler, dava uma boa esticada na leitura.
A história de passa em 1856, o que já me deixou animada. (Gosto de histórias ambientadas nessa época.) As descrições das paisagens e locais são boas, na verdade chegam a ser bem estimulantes para a mente de quem lê. Se você é do tipo que viaja quando lê uma descrição, vai gostar desse livro.
As páginas se passam e nosso mocinho, John McBrian encontra um mapa ''do tesouro''. Aí tudo começa. Ele se junta a um professor da faculdade e a um amigo, o grupo se dirige ao local indicado no mapa para a busca do tal tesouro. Mas, o que não sabem, eles estão sendo seguidos. Nesse vai e vem a história se abre para você e traz consigo uma boa impressão e um dom para te estimular.

Minha impressão sobre o livro é bem simples: é uma história bem interessante, apesar da temática super conhecida de caça ao tesouro, já que Hathor é um tesouro surpreendente. Além disso é muito bem escrita. - Ponto para a história.
Por ter formação na área de exatas, o autor transmite isso para o livro e o deixa ainda mais surpreendente. Tudo é muito bem detalhado e mostrado de maneira simples para que você e eu não tenhamos nenhuma chance para ficar confusos. - Ponto para o Thayer.
Markus tem uma coisa muito difícil de ser encontrada na sua escrita, fluidez. A história fluiu com excelência e muito boas descrições. - Mais um ponto para o autor.
Devo exaltar também a capa do livro. Se você voltar um pouquinho na resenha, vai ver que eu achei a parte inferior da capa um pouco, er, sertão nordestino com luminárias flutuantes, mas quando descobri o que ela realmente significava fiquei ENCANTADA. Meu Deus!! Esse capista é um gênio! PARABÉNS MESMO! - Dez pontos por isso.

Porém, como nem tudo são flores, há duas coisas que, para mim, não tiveram explicações que satisfizessem minha mente.

SPOILER. BEIJOS.

Como uma sociedade evolui tanto a ponto de só mulheres nascerem? Qual a razão para essa alteração genética bizarra? Resquícios da guerra? Outra coisa: Por Que justamente ninjas japoneses estariam na Inglaterra? Fiquei um pouco decepcionada com a falta dessas respostas.



E mesmo assim, acho Hathor um bom livro. Merece ser lido porque foi uma história bem desenvolvida em cima de uma temática já explorada anteriormente e, mais ainda, é muito bem escrita. Markus Thayer está de parabéns por conseguir mesclar dois temas extremos em um só livro. Eu, honestamente, daria três estrelas para esse livro. Mas, por conta da sincera beleza da escrita, nas medidas perfeitas dadas à história e genialidade da capa...






Hathor:
Quatro Estrelas









COMENTE E CONCORRA A MARCADORES AUTOGRAFADOS DO LIVRO!

5 comentários:

Mare Soares disse...

seu spoiler me lembrou o filme Filhos da Esperança =p

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Também adorei Hathor! =)
E a capa, realmente, foi a grande sacada do livro.

Beijos, meninas!

Lu disse...

Quero os marcadores!! AHHAHA
Ah, todo mundo falando bem de Hathor! To louca pra ler! Parece ser ótimooo. Beijoo

Luiza,
Express Coffee

Mare Soares disse...

San não falará do meu momento Dawson no comentário? UHAUAHA

Patrick_ED disse...

Quero muito esse livro!!!

 

Livros Me Mordam Copyright © 2010 Edições por Rachel Lima | Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Emocutez